Ir para o conteúdo principal
Ir para o painel
Não sabe por onde começar? Faça um pequeno teste para receber recomendações personalizadas.
Aula 1 de 6
Project Shield: Defenda-se contra a censura digital.
Safety and Security
Proteção Avançada
check_box_outline_blank Segurança: Take the Quiz
Curso
0% concluído
15 minutos para concluir

Project Shield: Defenda-se contra a censura digital.

GO801_GNI_ProjectShield_Title_Card.jpg
Uma ferramenta gratuita para proteger seu site dos ataques Distribuídos de Negação de Serviço (DDoS - Distributed Denial of Service).
GO801_GNI_ProjectShield_Title_Card.jpg

Protegendo sites contra ataques digitais.

GO801_GNI_ProjectShield_Card1_Image1.jpg

Todo os dias, sites independentes de notícias ao redor do mundo são tirados do ar e efetivamente silenciados por ataques digitais. Durante acontecimentos controversos como eleições, protestos ou conflitos civis, o nível de ameaças aumenta ainda mais. 


Após os ataques de Charlie Hebdo em Paris em 2015, um surto sem precedentes de ataques Distribuídos de Negação de Serviço (DDoS - Distributed Denial of Service) atingiu cerca de 19.000 sites franceses. E o problema piorou muito desde então. O ano de 2017 viu os ataques piorarem, tanto em volume como em sofisticação. Em 2018, um ataque DDoS derrubou um site a eleição do condado de Tennessee durante a votação. Até o GitHub foi derrubado por um ataque. 

Project Shield é uma ferramenta gratuita que usa a tecnologia do Google para proteger os editores de notícias dessa crescente ameaça diária.

GO801_GNI_ProjectShield_Card1_Image1.jpg

O que é um ataque “DDoS”?

GO801_GNI_ProjectShield_Card2_Image1.jpg

Um ataque DDoS ocorre quando alguém explora milhares, ou até mesmo milhões de computadores, induzindo-os a visitar um site específico ao mesmo tempo. A inundação resultante do tráfego de "lixo" geralmente sobrecarrega os servidores e trava o site, deixando-o fora do ar. O dano não para por aí. Tentar combater ou recuperar-se de um ataque DDoS pode ser devastadoramente caro e demorado. 

Para piorar a situação, o DDoS não é mais competência exclusiva dos hackers de computadores de elite; quase qualquer pessoa com uma conexão de internet pode lançar um ataque por apenas US$ 5,00. Hoje, até mesmo um ataque de tamanho médio pode deixar a maioria dos sites fora do ar.


Para entender melhor os ataques DDoS, watch this video.

GO801_GNI_ProjectShield_Card2_Image1.jpg

Uma ameaça crescente para os editores de notícias.

GO801_GNI_ProjectShield_Card3_Image1.jpg

Os ataques DDoS estão se tornando cada vez mais comuns e complexos. De acordo com as Arbor Networks, os 10 países mais atacados registraram aumentos de até 56% em relação a 2016. Nos EUA, a Arbor estima que houve 153.083 ataques por mês em 2017. De acordo com Neustar, as chances de ser atingido são de uma em cada duas, com ataques repetidos com uma frequência de até 80%. E ninguém está imune: até mesmo alguns dos maiores editores do mundo já foram derrubados por DDoS.  


Para ver onde os ataques DDoS estão acontecendo agora, confira Digital Attack Map, uma visualização de dados ao vivo que exibe dados de tráfego anônimo de ataques para que você possa explorar tendências históricas e encontrar relatórios de interrupções ocorrendo em qualquer dia.

GO801_GNI_ProjectShield_Card3_Image1.jpg

O Project Shield protege seu site gratuitamente.

GO801_GNI_ProjectShield_Card4_Image1.jpg

Essas estatísticas alarmantes apontam para a necessidade de uma proteção robusta contra DDoS, o que pode ser proibitivamente complicado e caro. O Project Shield é uma ferramenta gratuita que aproveita a infraestrutura do Google para proteger os editores de notícias, independentemente de quantos ataques enfrentarem.


O Project Shield é um "proxy reverso" que usa as defesas e a capacidade de rede do Google para proteger sites de notícias. Isso fornece um "escudo" contra possíveis invasores, filtrando o tráfego malicioso. Ele também armazena em cache alguns elementos do site para aliviar a carga nos seus próprios servidores, o que pode melhorar o desempenho do site e reduzir seus custos de largura de banda.

GO801_GNI_ProjectShield_Card4_Image1.jpg

Quem pode se inscrever para o Project Shield?

GO801_GNI_ProjectShield_Card5_Image1.jpg

Existem quatro categorias de sites elegíveis para inclusão no Project Shield:

Notícias: Você publica regularmente conteúdo atual, com os créditos, para manter os leitores informados sobre notícias importantes.

Direitos Humanos: Organizações sem fins lucrativos dedicadas a um dos estatutos de direitos humanos da ONU.

Eleições: Informações sobre locais de votação, monitoramento da votação e resultados eleitorais. Você pode rever nossas content and quality guidelines para conferir se seu site pode se qualificar. 

Organizações políticas: Certos países e organizações políticas podem ser elegíveis, sujeitos às leis locais. Para saber mais, click here.  


Sites de jornalismo cidadão podem se inscrever, mas serão avaliados caso a caso.

GO801_GNI_ProjectShield_Card5_Image1.jpg

Como se inscrever no Project Shield.

Acesse g.co/shield


Clique em “Iniciar”


Preencha o formulárioDepois que seu site for aprovado, você receberá instruções sobre como rotear o seu tráfego para o Project Shield. Esse processo simples de configuração leva apenas alguns minutos e você estará protegido contra ataques DDoS. Para saber mais, confira nossas FAQs.

Parabéns! Você terminou Project Shield: Defenda-se contra a censura digital. in progress
Recommended for you
Como você classifica esta aula?
Seu feedback nos ajuda a continuar melhorando as aulas.
Sair e perder o progresso?
Ao sair desta página, você perderá todo o progresso dessa aula. Você quer mesmo continuar e perder seu progresso?